Salvador


Seminários

 

SEMINÁRIO DO CAMPO PSICANALÍTICO (SCP)
O REAL NA CLÍNICA PSICANALÍTICA
4ª feira I 20h quinzenal I entrada franca
Coordenação: José Antonio Pereira da Silva

 

08/03 - Abertura: O Real - José Antonio Pereira da Silva
22/03 - A topologia da cadeia borromeana e a prática Psicanalítica - Aurélio Souza
05/04 - Real da ciência e real da psicanálise - Olga Sá
19/04 - “A estrutura é o real que vem à luz na linguagem.” - Soraya Carvalho
03 / 05 - O real, o saber e a verdade - Ester Gelman
17/05 - Alíngua e o real - Vera Motta
31/05 - O advento do Real - Jairo Gerbase

14/06 - Mesa Redonda SCP & SEE: O Real não é borromeano - Simey Soeiro e Jairo Gerbase
12/07 - A beleza é um anteparo do real - Luane Campos
26/07 - A presença do analista e os registros real, simbólico e imaginário - Elaine Foguel
09/08 - A repetição na experiência psicanalítica - Cristiane Oliveira
23/08 - Saber fazer com o real - Angélia Teixeira
13/09 - Um-dizer na clínica do real - Fátima Pereira

27/09 - A psicose e o retorno no real - Madalena Reis
18/10 - O Real e a Fobia - Sonia Campos Magalhães
01/11 - O autismo e o Real - Francisco Dias
08/11 - Mesa Redonda SCP & SEE: O real e o final de análise Andréa Hortélio Fernandes e Ida Freitas 

 

 

SEMINÁRIO DE INTRODUÇÃO A PSICANÁLISE (SIP)
FUNDAMENTOS DA PSICANÁLISE
6ª feira I 14h I semanal
Coordenação: Angélia Teixeira

Estudaremos cinco conceitos fundamentais introduzidos por Freud e abordados  por Lacan no Seminário Livro 11, um sabre, inconsciente, um pulsão, uma repetição, uma transferência ea identificação.

 

INCONSCIENTE
Coordenação: Fátima Pereira


10/03 - Freud e a hipóteses do inconsciente - Angélia Teixeira
17/03 - O inconsciente é estruturado como uma linguagem - Fátima Pereira
24/03 - A função do significado e sua rede - Ester Gelman
31/03 - O Campo do sujeito e o Campo Do Outro: alienação e separação - Ida Freitas
07/04 - O estatuto do inconsciente é ético - Luane Campos
28/04 - Um subversão do sujeito na experiência Psicanalítica - José Antônio Pereira da Silva


REPETIÇÃO
Coordenação: Soraya Carvalho Rigo


05/05 - A repetição em Freud e Lacan - Cristiane Oliveira
12/05 - A função da repetição - Fort / Da- Elaine Foguel
19/05 - Tiquê e Autômaton - Cristiane Oliveira
26/05 - A impossibilidade do real em jogo - Soraya Carvalho Rigo
02/06 - O destino da repetição no ato psicanalítico - Soraya Carvalho Rigo

PULSÃO
Coordenação: Sonia Campos Magalhães

09/06 - A pulsão em Freud - Francisco Dias
16/06 - Os termos e as vicissitudes da pulsão - Ida Freitas
14/07 - A sexualidade e a pulsão nos desfiladeiros do significante - Edina Amorim
21/07 - Montagem e desmontagem da pulsão : Satisfação e gozo - Andréa Hortélio Fernandes
28/07 - voz reflexiva da pulsão: fazer-se ver, ouvir...- Angélia Teixeira

4/08  - O circuito do Campo pulsional e o Campo narcísico do amor - Sonia Campos Magalhães
11/08 - O eco do dizer sobre o corpo no dispositivo psicanalítico - Jairo Gerbase

A TRANSFERÊNCIA
Coordenação: José Antônio Pereira da Silva

18/08 - A transferência em Freud e Lacan- José Antônio
25/08 - A presença do analista - Romilson Nascimento
01/09 - Manejo da transferência - Célia Fiamenghi 

15/9 - O sujeito suposto sabre - Angélia Teixeira

22/09 - Amor ao saber - Andréa Fernandes 

29/09 - O desejo do psicanalista - Soraya Carvalho
06/10  - A transferência na entrada e no final da análise - Conceição Vita

A IDENTIFICAÇÃO
Coordenação: Angélia Teixeira

13/10 - Modalidades da Identificação em Lacan: à imagem, ao significante, ao objeto -Olga Sá
20/10 - A função do Ideal do Eu e do eu ideal nas operações da identificação - Taya Soledade
27/10 - Alienação e Separação na Identificação e na Identidade - Sonia Campos Magalhães
10/11 A Identificação na interseção entre a Demanda, o desejo e a transferência - Célia Fiamenghi
17/11 Atravessar o plano das identificações e identificar-se ao sintoma - Angélia Teixeira

 

SEMINÁRIO DE CONEXÕES (SCO)
PSICANÁLISE E CONTEMPORANEIDADE
6ª feira 16h15 I mensal I entrada franca
Coordenação: Angela Rabello e Maria José de Oliveira Araújo

  

31/03 – A Clínica com Adolescentes na Atualidade
“Adolescência em atos: desafios da clínica na atualidade” - Vládia Jucá
“A escuta de adolescentes em situação de risco na internet” - Juliana Cunha
Coordenação - Ângela Rabelo

28/04 - Sublimação e Loucura
"ESKITSCHOFRENIA" - Reinaldo Eckenberg
"Nomearte" - Ida Freitas
Coordenação - Ângela Rabello

26/05 - Feminicídio e Misoginia
“O olhar do movimento social sobre feminicídio e misoginia”- Tânia Palma
“Feminicídio: por que aceitamos?” - Maria Eunice Kalil
Coordenação - Maria José de Oliveira Araújo

28/07 – Sexualidades Hoje
“Sexualidades nas bordas da psicanálise”- Maria Cecilia Simonetti
“Sexualidades hoje: o que (não) mudou?”- Thereza Coelho
Coordenação - Maria José de Oliveira Araújo

25/08 - Novas Masculinidades
“Giro descolonial para pensar homens e masculinidades”- Diogo Sousa
“O Sacrifício de Orfeu: Masculinidades Negras no contexto da Antinegritude” – Osmundo Pinho
Coordenação - Ângela Rabello

29/09 - Arte e Subjetividade
“O Fora e a Cena: uma experiência de Teatro na Saúde Mental”- Renata Berenstein
“Flores de massa: reflexões sobre a oficina de música no HJM” - Wagner de Angeli Ferraz
Coordenação - Angela Rabello

27/10 – De que tratam os Feminismos na atualidade? 
“Conceitos e práticas na mira das feministas” - Vilma Reis
“Feminismo Jurídico: estratégias de acesso à justiça”- Salete Maria da Silva
Coordenação - Maria José de Oliveira Araújo

 CURSOS

ADVENTOS DO REAL: AUTISMO E FOBIA - Jairo Gerbase
4ª feira I 18h30 I quinzenal I Início: 08/03

A partir de sexta-feira. O advento do real é uma chegada do primeiro significado. O falbis vai
ter de apreendê-lo, ou não. Se for bem-sucedido conhecerá o medo e não for condenado
ao autismo. A fobia é o ícone de que o sujeito do inconsciente começou a ser lidar
com o impossível de ser apreendido. O autismo indica, por seu turno, que o indivíduo,
é isso, o corpo do falso não foi devidamente afetado pelo significante.Essa conversa
foi aberta, uma vez, não Seminário da fantasia, entre Lacan, Jakobson, Lévi-Strauss e
Jenny Aubry , Se não me engano. Há, no recente livro de Soler - Avènements du réel, de
l'angoisse au symptôme.

Descrição

Estudos e Pesquisa em Psicanálise e Criança

 

A CRIANÇA, O INFANTIL EO REAL
4ª feira I Quinzenal I 18h30 I Início: 15/03
Coordenação: Vera Edington, Andréa Lima, Fátima Pereira

 

 No início do século XX, Freud apresenta uma abordagem na infância e no romance de uma suposta inocência e introduzindo uma disposição perverso polimorfa. Entretanto, foi na condução da análise daquele a quem nomeou o homem dos lobos, que introduziu o termo infantil, referindo-se à organização estrutural da subjetividade. Assim, na trilha freudiana, com Soler (2010), dizemos que a criança ainda não é o infantil, que implica um efeito de estrutura ou de posição subjetiva; Ao contrário, ela se encontra mais perto do real, banhada na linguagem, mas ainda para o laço social. Lacan escreveu um estudo sobre o enodamento de três registros: o imaginário, o simbólico eo real. Neste ano, enlaçadas ao tema do Campo Psicanalítico,


15/03 - Abertura: A criança, o infantil e o real – Vera Edington - Coordenação: Fátima Pereira
29/03 - Athos: interpretação e ato na clínica psicanalítica com crianças – Carla Góes - Coordenação: Ida Freitas
12/04 - Filme Eu, mamãe e os meninos - Debate: Célia Fiamenghi - Coordenação: Andréa Hortélio Fernandes
26/04 - A criança entre a mãe e a mulher – Ida Freitas
Coordenação: Andréa Lima
10/05 - A bolsa amarela: a anatomia é o destino? – Andrea Lima - Coordenação: Andréa Hortélio Fernandes
24/05 - O impossível do educar – Silvana Pessoa - Coordenação: Vera Edington
07/06 - A criança, o infantil e o real do inconsciente disortográfico – Claudia Saldanha - Coordenação: Sonia Campos Magalhães

19/07 - Fort-Da – Sonia Campos Magalhães -Coordenação: Ida Freitas

02/08 - A Fobia – Sonia Campos Magalhães - Coordenação: Andréa Lima
16/08 - Filme: After Thomas – Um amigo inesperado - Debate: Francisco Dias - Coordenação: Fátima Pereira
30/08 - Psicanálise e as construções na clínica do autismo – Claudia Mascarenhas Fernandes - Coordenação: Ida Freitas
20/09 - O autista está no Real ou habita o campo da linguagem? – Fátima Pereira - Coordenação: Vera Edington
04/10 - A não-relação sexual e a clínica com crianças – Andréa Hortélio Fernandes - Coordenação: Sonia Campos Magalhães
25/10 - A angústia na criança – Maria Manoella Jatobá - Coordenação: Andréa Lima
08/11 - Mesa Redonda: A criança e o real na clínica psicanalítica – Pollyana Almeida e José Antonio Pereira da Silva - Coordenação: Vera Edington






REDEPSICOSE


Primeira 6ª feira do mês I 16h15 I entrada franca I
Início: 07/04
Coordenação: Ubirajara Cardoso e Jairo Gerbase

 

Vamos ler juntos, com os interessados, o livro de Darian
Leader - O que é loucura? Delírio e sanidade na vida cotidiana


Em “O que é loucura?” o psicanalista Darian Leader, membro
do Campo Lacaniano, em Londres, reavalia parâmetros e
critérios usados para definir e tratar a psicose. Os psiquiatras do fim do século XIX, diz,
foram muito desacreditados, em função de seus preconceitos em questões como a
hereditariedade, a constituição e a degeneração mentais. Quando o jovem estudante
de medicina Jacques Lacan iniciou sua formação psiquiátrica, na Paris da década de
1920, foi essa a cultura em que suas ideias começaram a crescer. Hoje, o trabalho clínico
lacaniano com a psicose é feito em toda parte. Há uma cultura florescente dedicada à
exploração de diferentes aspectos da loucura. Até o presente, milhares de relatos de
casos de trabalho com sujeitos psicóticos foram publicados por clínicos lacanianos. A
Rede Psicose em 2017 inova a metodologia de trabalho, ao propor a leitura em grupo do
livro acima e promover mesas redondas sobre o conteúdo desse material.



REDE ARTE E PSICANÁLISE


Terceira 6ª feira do mês I 16h15 I mensal I entrada franca I Início: 17/03
Coordenação: Luane Campos

 

17/03 - Psicanálise e cultura – Luane Campos
19/05 – Psicanálise e cinema: enlaces e desenlaces – Juliana Cunha
16/06 – O lugar da escrita na obra de Lacan – Ida Freitas
18/08 – Freud e literatura – Andréa Fernandes
15/09 – Guimarães Rosa e a Psicanálise – Vitória Cabral
20/10 – Ética e Estética – Angela Rabello
17/11 – Poesia e Psicanálise - Véra Motta




  

 

 

SEÇÃO CLÍNICA (SCL) SEÇÃO CLÍNICA (SCL)
O MANEJO DO REAL NA CLÍNICA PSICANALÍTICA
Última 2ª feira do mês I 20h30
Coordenação: Andréa Hortélio Fernandes
Vice-coordenação: Ester Gelman

 Atividade restrita a membros do Campo Psicanalítico e praticantes de ANALISE - Clínica Social de Orientação Psicanalítica O Campo Psicanalítico reserva um espaço institucional para o debate sobre as questões diretamente ligadas à clínica, não apenas sobre a apresentação de casos, Fazer atendimento e fazer o lugar do analista. Deste modo, visa fornecer um reflexo, uma discussão e uma transmissão da experiência psicanalítica. O debate, neste ano, far-se-á em torno do manejo do real na clínica psicanalítica.

 

27/03 - Andréa Hortélio Fernandes e Ester Gelman
24/04 - Ester Gelman
29/05 - Carmen Luciane Lavigne Freire
31/07 - José Antonio Pereira da Silva
28/08 - Angélia Teixeira
25/09 - Andréa Lima
30/10 - Sérgio Garrido

Alguns descrição

Coordenação: Soraya Carvalho e Célia Fiamenghi
ANALISE, Clínica Social do Campo Psicanalítico de Salvador, é um espaço de formação e
debate destinado a aqueles que iniciam a prática da psicanálise, através da disponibilização
de atendimento clínico de orientação psicanalítica à comunidade, a um custo acessível.
As reuniões de Analise acontecem na terceira segunda-feira de cada mês, às 20h30, e
são restritas aos membros do Campo Psicanalítico e aos praticantes de Analise.
Os interessados em iniciar uma prática em ANALISE devem procurar a Coordenação para
maiores informações, através dos e-mails:
soraya-carvalho@uol.com.br ou celia.fiamenghi@uol.com.br
Informações e marcação de consultas: Gil Almeida, pelo telefone (71) 3035-5681.
Horário: de segunda à sexta-feira, das 8:00h às 12:00h e das 13:00h às 17:00h.

 

DEBATE DE ANALISE
A (de)formação do analista – Dominique Fingermann
12 de maio de 2017, sexta-feira, 18h – Campo Psicanalítico de Salvador
Coordenação: Soraya Carvalho

 

X JORNADA DE ANALISE

24 e 25 de novembro de 2017 – Salvador, Ba – Auditório Edf. C.I.S Prof. Fernando
Filgueiras

Alguns descrição

 

O REAL SEXUAL E A PSICANÁLISE
PROGRAMA 2017


A formação do psicanalista está suportada no tripé proposto por Freud: análise pessoal,
estudo teórico e supervisão da clínica. Este ano o Espaço-Escola do Fórum Salvador vai
se dedicar ao tema “O Real Sexual e a Psicanálise”. Com isso busca fazer laço com o tema
“Sexuação e Identidades” do IIº Simpósio Interamericano da Internacional dos Fóruns/
II Jornada Interamericana da nacional/ XVIII Encontro Nacional da Escola de Psicanálise
do Campo Lacaniano EPFCL -Brasil, assim como, com o tema Acontecimentos do Real:
inibição, sintoma, angústia, da Rede Diagonal Brasil – IF-EPFCL. O Espaço-Escola vai
se dedicar a temas que tratam de como o real do “não há relação sexual” pode ser
vislumbrado desde a conceitualização do inconsciente estruturado como uma linguagem
e também no inconsciente real, tendo por visada abordar “O Real na Clínica Psicanalítica”
desta forma abordará a prática clínica atrelada à formação do analista.

 

SEMINÁRIO DO ESPAÇO ESCOLA (SEE)
O REAL SEXUAL E A PSICANÁLISE
4ª feira I 20h quinzenal I entrada franca
Coordenação: Andréa Hortélio Fernandes

15/03 - Abertura: O inconsciente, o real e as respostas do analista - Andréa Hortélio Fernandes
29/03 - O real é asexual - Jairo Gerbase
12/04 - O tratamento dado ao real na psicanálise e na psicoterapia - Sonia Campos Magalhães
26/04 - O real na entrada da análise - Pollyana Almeida
10/05 - O real na neurose - Célia Fiamenghi

24/05 - A política do real na escola - Silvana Pessoa

07/06 - A pulsão, o significante e o real na clínica psicanalítica - Francisco Dias
14/06 - Mesa Redonda SCP & SEE O Real no nó borromeano - Simey Soeiro e Jairo Gerbase
19/07 - A clínica do ato-mostração do real - Soraya Carvalho
02/08 - Os afetos do Real - Ida Freitas
16/08 - O real na formação do analista - José Antonio Pereira da Silva
30/08 - A interpretação que visa o real - Daniela Batista
20/09 - O real na psicanálise e na literatura - Luane Campos
04/10 - Semblante, modos de gozo e fantasia nas fórmulas da sexuação - Cristiane Oliveira
25/10 - O manejo da transferência e o advento do real - Angélia Teixeira
08/11 - Mesa Redonda SCP & SEE: O real e o final de análise - Andréa Hortélio Fernandes e Ida Freitas

 

CARTEL DE ESCOLA
Coordenação: Soraya Carvalho
Há pouco mais de meio século, em 1964, durante o Ato de Fundação da Escola Freudiana
de Paris, Lacan anunciou uma forma inovadora de estudo, controle e transmissão da
psicanálise, que ele denominou de Cartel, um dispositivo através do qual um pequeno
número de pessoas se escolhem entre si (o mínimo de três e o máximo de cinco, sendo
quatro Mais Um o tamanho ideal) e, mobilizadas pelo desejo, se organizam em torno de
um tema de estudo, a partir do qual cada participante elege uma questão do seu interesse
particular, se encarregando de uma produção teórica e sua consequente exposição. E foi
assim que Lacan fez do Cartel a porta de entrada de sua Escola: “Aqueles que vierem a
esta Escola se comprometerão a realizar uma tarefa submetida a um controle interno e
externo (...)”, o Cartel. Regido por uma lógica distinta daquela adotada pelos grupos, este
dispositivo tem a pretensão de subverter o discurso do mestre e o universitário, e pelo
desejo de saber, fazer advir o real do discurso analítico.
Em acordo com a aposta lacaniana, o Fórum Salvador, vem implementando, a cada ano,
uma política de cartéis como base para a formação de psicanalistas. Atualmente, os
cartéis em funcionamento são:

 Cartel: Estudo do Seminário 11 de Lacan
Início: agosto 2016
Ester Guelman
Celia Fiamenghi
Sérgio Garrido
Elaine Foguel (+1)

Cartel: Advento do Real
Jairo Gerbase
Fátima Pereira
Ubirajara Cardoso
Pollyana Almeida
Angela Rabelo
Luane Campos (+1)

Cartel: Rumo à Identidade
Início: 2016
Andréa Lima
Andréa Hortélio Fernandes
Ida Freitas
Sonia Campos Magalhães
Vera Edington (+1)

Cartel: A Transferência e suas Implicações
Início: 2016
Cleide Costa Torres
Deuzinete Rocha
José Antonio Pereira da Silva
Samantha Silva
Nereida Pondé (+1)

Cartel: Fazer nos ateliês: dispositivo psicanalítico?
Início: setembro 2016
Angela Mendonça de Assis Batista,
Bianca Lima,
Carla Martins de Carvalho Góes,
Cristina Rocha Barros
Mylane Mutti
Vera Edington (+1)

Cartel: Psicanálise, mulher e coisas do gênero
Início: agosto 2016
Amélia Almeida
Carmen Lavigne
Jeanete Sobral
Edina Amorim
Sonia Fernandez
Maria José de Oliveira Araújo (+1)

Para 2017, convocamos aqueles que se aproximam da psicanálise a elegerem o Cartel
como dispositivo de base para sua formação.

EVENTOS DA ESCOLA


JORNADAS DE CARTEIS DA ESCOLA
1º. Semestre: sábado – 10.06.17
2º. Semestre: sábado – 11.11.17


DIAGONAL EPISTÊMICA

O real do sexo e o mistério do corpo falante
13 maio de 2017 – Dominique Fingermann – Psicanalista, AME da Escola de Psicanálise
dos Fóruns do Campo Lacaniano – Brasil, autora de A (De)formação do psicanalista
(Escuta, 2016), coautora de Por causa do pior (Illuminuras, 2005), com Mauro Mendes
Dias, e organizadora de Os paradoxos da repetição (Annablum, 2014).

 

III COLÓQUIO DA REDE DIAGONAL BRASIL - EPFCL
Acontecimento do real: inibição, sintoma e angústia
20 a 23 setembro de 2017
Belo Horizonte - MG

XVIII ENCONTRO NACIONAL DA ESCOLA DE PSICANÁLISE DO
CAMPO LACANIANO EPFCL – Brasil
Sexuação e Identidades
07 a 10 setembro de 2017
Rio de Janeiro – RJ

 

MENSALIDADES


Estudantes e recém-formados (até 2anos):
Apenas SIP: R $ 100,00
Demais atividades: R $ 140,00

Profissionais: R $ 200,00

 

 

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES: 2 a . Feira a 6 a. Feira , das 8h às 12h às 13h às 17h.

© Campo Psicanalítico - Todos os direitos reservados
carlosedu